domingo, 28 de janeiro de 2018

MÁQUINA DO TEMPO - PRODUTOS ANTIGOS - FARMÁCIA




TÁ LEMBRADO !!! 
POMADA MINANCORA (1915) - BIOTONICO FONTOURA (1910)


BIOTONICO FONTOURA
Lançado em 1910 pelo farmacêutico Cândido Fontoura

   O Biotonico Fontoura é um medicamento fortificante e antianêmico criado em 1910 pelo farmacêutico brasileiro Cândido Fontoura. Desde meados dos anos 90, o Biotônico Fontoura havia se tornado marca do portifólio da DM Farmacêutica, que posteriormente foi vendida ao Hypermarcas que ainda produz e comercializa o produto no Brasil. No ano de 2010 o Biotonico Fontoura completou 100 anos e entrou para a lista de medicamentos mais antigos ainda em circulação no Brasil.


CLIQUE AQUI para mais informações e fotos ...





História 

     Cândido Fontoura, em 1910, fundou em São Paulo uma fábrica para a produção de um fortificante que havia criado para o tratamento de sua esposa que estava com a saúde fragilizada. Queria um produto com qualidades semelhantes ao Elixir Nogueira ou a Emulsão Scott, seus concorrentes.
   O nome Biotonico Fontoura foi dado por Monteiro Lobato famoso escritor e amigo profissional do farmacêutico Fontoura. Ambos trabalhavam no jornal O Estado de S. Paulo e Monteiro Lobato sentia-se muito cansado quando Fontoura indicou o medicamento ao amigo e este sentiu-se mais animado. Posteriormente foi criado o Almanaque Fontoura que trouxe o personagem de Lobato Jeca Tatuzinho, baseado no Jeca Tatu que o autor criara na literatura. O almanaque divulgava o laboratório e pregava uma campanha                                                 contra a ancilostomose.





     Outro garoto propaganda que ajudou a divulgar a marca foi Pelé, na década de 60.
     Sua fórmula original continha 19,5% de álcool etílico; em 2001 a Anvisa proibiu álcool em formulações destinadas às crianças, nesta época o produto continha 9,5% de álcool etílico.

   O slogan do produto era Ferro para o sangue e fósforo para os músculos e nervos e seu jingle era Bê, á, bá. Bê, e, bé. Bê, i, Bi...otonico Fontoura!, composto em 1978.


     Nunca se provou, mas contava-se antigamente que na base da riqueza do outrora poderoso Instituto Medicamenta Fontoura estaria uma esperteza: nos tempos de gangsterismo e da Lei Seca nos Estados Unidos, o principal produto daquele laboratório, o fortificante Biotonico Fontoura, era exportado aos milhões de litros para lá, como medicamento. Os sedentos americanos, colocados forçosamente na condição de abstêmios, deliciavam-se com largas talagadas da bebida, à base de álcool.







POMADA MINANCORA
Lançado em 1915 pela Pharmácia Minancora 
Embalagem Antiga


Embalagem atual 

   Com 102 anos de mercado, a Pomada Minancora, tornou-se símbolo de tradição e confiança de seus usuários. A consagração popular desta Pomada diversificou e aperfeiçoou a sua aplicação e uso, tornando-se um dos medicamentos mais utilizados com segurança, por gerações e gerações em todo o Brasil.



    A exclusiva fórmula da Pomada Minancora (composta por um agente secativo Óxido de Zinco, um agente anti-séptico Cloreto de Benzalcônio, uma substância analgésica Cânfora e um emoliente Óleo Mineral) que tem sua essência até hoje preservada, seca e cicatriza rapidamente espinhas, frieiras e outras afecções da pele, formando um película protetora absorvendo água e provocando a constrição da pele, reduzindo a inflamação cutânea. Esta película envolve e protege a sua pele do ataque de agentes externos e do ressecamento excessivo. Devido a sua poderosa ação anti-séptica ajuda no tratamento e previne as infecções que atacam a sua pele e ainda elimina os odores da transpiração provocadas por fungos e bactérias nos pés e axilas.
     
  Sem contar que a latinha, depois de vazia, virava um porta-treco de primeira linha pela ótima vedação da tampa.     
     
     Inicialmente, a pomada era comercializada apenas na Pharmacia Minancora, de Joinville (SC). Só depois de 1934, foi criada a Minancora & Cia que passou a distribuir o produto em todo o país.

Embalagem atual




CLIQUE AQUI para ir para a página inicial do
FRED CUNHA NEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário