quarta-feira, 13 de junho de 2018

MÁQUINA DO TEMPO - PRODUTOS DOS ANOS 70 - ÁUDIOS


Áudios dos Anos 70
System One Gradiente - KP 500 Pioneer - Rádio Gravador RT  6100 Toshiba - 3 x 1  Stereo Music System SM 3000 Semp




3 x 1 Stereo Music System SM 3000 
Lançado em fevereiro de 1979 pela Semp


     O Stereo Music System é o lindo aparelho, com móvel em madeira, painel em alumínio e tampo de acrílico.

- Toca-discos 33, 45 e 78 RMM, com sistema pino longo para até 12 LP's.
- Gravador cassete com contador e 2 mostradores de level.
- Rádio Receiver FM/AM/OC.


- Sistemas bass, Treble, balance, volume, Left - right, entrada para fone, 2 entradas para microfone, 6 entradas para caixas de som e entradas auxiliares.


- 60 watts de potência.
Um verdadeiro clássico !!!


CLIQUE AQUI para mais informações e imagens de outros 
PRODUTOS DOS ANOS 70 - ÁUDIOS






Rádio Gravador RT  6100
Lançado em junho de 1979 pela Toshiba

  • Possui 4 faixas de onda FM/OM, OC1 e OC2
  • Funciona em 110/220 Volts ou a pilha
  • Gravador Cassete com pausa e sleep timer
  • Grava direto do rádio
  • Exclusivo: 2 way Speaker System - Sistema de 2 alto-falantes com difusor de frequência para graves e agudos (Woofer e tweeter.
  • Tecla única para gravação.






KP 500 
Lançado pela Pioneer nos anos 70


     Esse era o "bicho". Todos queriam pelo magnifico som, sem falar na beleza, muito singular para os padrões da época. 
     Possuía a frente em alumínio,  com acabamento escovado, os interruptores em miniatura de alternância, o dial redondo que quando ligado ficava com a cor verde e o sinal ômega. Foi um design elegante. 

    




Conjunto System One Gradiente 
Lançado em 1978 pela Gradiente 

     O System One da Grandiente continua imbatível com seus 920 Watts IHF, tanto na potência quanto na qualidade. Um projeto importado, com peças 100% importadas e que apenas era montado no Brasil, na zona franca de Manaus.Ele trazia o nome Gradiente, mas a tecnologia e projeto era todo importado da JVC.

     O System era totalmente modulado, podia ser vendido junto ou separado por módulos.Adquirí-lo não era para qualquer um: custava muito caro, cerca de 10 mil dólares o conjunto todo.


     O sonho de consumo dos audiófilos do final da década de 1970 era o System I da Gradiente, que possuía como principal atração o amplificador AI com 720 WRMS ou 920 WIHF, na época o mais potente amplificador produzido para uso doméstico e que inclusive podia ser usado para uso profissional e o pré amplificador P-I.

     Era composto também pelo excelente Tape Deck CDI metal e todas as peças importadas.







     Pela  pick-up  D35 , Direct drive (tração direta) e com luz estroboscópica, além do pitch (ajuste fino de rotação).

     As caixas do conjunto eram as Master 200, e tinham que ser usadas 4 .




CLIQUE AQUI para voltar à página inicial do
FRED CUNHA NEWS