sábado, 19 de março de 2016

ESPAÇO HISTORIADOR E PROFESSOR ANDERSON BAPTISTA - CARNAVAL - RIDE PALHAÇO





Curiosidades do Bloco do Ride Palhaço
 ( Das décadas de 1930 a 2000)

Texto : Prof. e Historiador Anderson Baptista

- A maior sequência de apresentações do bloco foi na década de 2000, um total de nove: 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009.
- A segunda maior sequência foi seis: 1979, 1980, 1981, 1982, 1983 e 1984.
- A terceira maior sequência foi cinco: 1934, 1935, 1936, 1937 e 1938.
- A menor sequência foi na década de 1940: 1947 e 1948.
- A música Turbilhão de Moacir Franco, tornou-se o segundo hino do bloco, quando no ano de 1979, ela fez parte do repertório da apresentação da agremiação na noite de domingo, com o tema Pierrô e Colombina. O sucesso foi tamanho que o desfile do Ride sem Turbilhão tornou-se algo inimaginável.
- No desfile de 2005, o bloco apresentou a maior quantidade de alegorias em um desfile de carnaval da cidade, um total de oito.
- Em 1987, o bloco infantil, desde a sua criação em 1979, não se apresentou. Apenas o blocão e o bloco adulto.
- Em 1996, pela primeira vez no carnaval da cidade, um desfile foi reprisado. Neste ano o bloco repetiu a apresentação de 1995. A única diferença foi o carro abre - alas que foi totalmente inédito e trazia duas colombinas sentadas nas letras R e E, que compunham o letreiro gigante escrito RIDE.


FRED CUNHA NEWS

CLIQUE AQUI para ler mais histórias e fotos do
CARNAVAL - RIDE PALHAÇO





*Clique nas fotos abaixo para ampliá-las....
A história temática do bloco Ride Palhaço
PARTE 1
Texto : Prof. e Historiador Anderson Baptista

     A fundação do bloco Ride Palhaço ocorreu em 1934. Inspirados pela marchinha Ride Palhaço, da autoria de Lamartine Babo, que embalava as semanas que antecediam a folia momesca, um grupo de jovens amigos santa-ritenses decidiram pela criação de uma agremiação para animar o carnaval local. 



  O bloco desfilou em torno da praça central com o tema Homenagem a Lamartine Babo. Foi uma apresentação simples, basicamente composta pelos foliões fantasiados de palhaços, colombinas, pierrôs e alerquins e animados pelos músicos que tocavam a marcha – hino e as demais marchinhas compostas por Lamartine. 
    Depois desta primeira apresentação, outras se seguiram nos anos subsequentes, porém, em datas simbólicas de aniversário, nem sempre foi possível a apresentação. Mas, quando possível, os temas foram os mais variados e fizeram história.

 1935

 1936

1938


PARTE 2
1959 – 25 anos (Bodas de Prata)

Ano histórico, marcado pela apresentação nas quatro noites de   pela presença do compositor Lamartine 



Sábado: tema: Noite Chinesa
Domingo: tema: Noite Espanhola (participação 
de Lamartine babo que desfilou frente ao bloco junto à 
porta – estandarte.
Segunda: tema: Noite Gregas e Troianos
Terça: tema: Noite Siamesa ( tailandesa)




PARTE 3
 1979 – 45 anos

Esse ano marcou o retorno do bloco em três
apresentações deslumbrantes:

Domingo: tema: Pierrô e Colombina (adulto)

Segunda: tema: Palhacinhos do Amanhã (infantil) 

Terça: tema: Apoteose ao Rei Sol (adulto)
 


PARTE 4
1984 – 50 anos (Bodas de Ouro)
 Ano comemorativo do jubileu de ouro.


Domingo: Damas da Corte (infantil)


Segunda: Blocão de Palhaços

Terça: tema: Explosão Faraônica (adulto)


PARTE 5
2004 – 70 anos

Neste ano as tradicionais apresentações das noites de terças passaram para a segunda – feira. Entretanto, as chuvas torrenciais acabaram por embaralhar as apresentações e não foi possível seguir a programação estipulado. Ficou assim:

Domingo: Do Oiapoque ao Chuí ( infantil)

Segunda: Blocão (com dilúvio)

Sábado: Tema: Septuagenário - Do Oiapoque ao Chuí exalta Santa Rita do Sapucaí (adulto).



PARTE 6

2009 – 75 anos (Bodas de Brilhantes)

Já na avenida Dr. Delfim Moreira.

Sábado: tema: África ( infantil)

*Nessa mesma noite desfilou o blocão.

Segunda: tema: O teatro pelo teatro do mundo 









PARTE 7

2014 – 80 anos

Apresentação única com adultos e crianças.
Segunda: tema: Navegando pela Commedia Dell 









FRED CUNHA NEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário