quinta-feira, 14 de maio de 2015

HISTÓRIAS ANTIGAS - PERSONAGENS - ANTÔNIO MOREIRA DA COSTA JUNIOR ( TONICO MOREIRA ) - SANTA RITA DO SAPUCAÍ - MG





  A Primeira Hidroelétrica de Santa Rita do Sapucaí .

     Antônio Moreira da Costa Junior, chamado pelos amigos por Tonico Moreira, Nasceu em Cristina, vindo para Santa Rita do Sapucaí em companhia de seus pais , Antônio Moreira da Costa e Maria Cândida Ribeiro. Em 1.885, já fazendeiro e empresário, Casou-se com a senhora Virgilina Carneiro Moreira.
     Cidadão consciente, Tonico Moreira analisou as razões da falta de desenvolvimento de Santa Rita do Sapucaí e após fazer um estudo bem planejado das despesas e das receitas futuras resolveu construir uma Usina Hidroelétrica para gerar energia elétrica para as residências e industrias.      
     Percorrendo os municípios vizinhos, encontrou o local ideal, a queda de água São Miguel, localizada no município de Santa Catarina, hoje Natércia. Foi a Alemanha, onde comprou o maquinário necessário para a instalação da Usina.
     Este equipamento foi transportado de navio ate o Porto do Rio de Janeiro e de lá até cruzeiro, no Estado de São Paulo por estrada de ferro. De Cruzeiro a Santa Rita, as máquinas vieram em carro de boi e em lombo de mulas, pois ainda não tinha estrada de ferro, que só chegou em 1894. Desta forma foi construída a Usina Hidroelétrica Sul Mineira na queda dágua São Miguel, no Município de Santa Catarina, hoje Natércia. A Energia foi distribuída ao nosso município por muitos anos, através de Linhas de transmissão que passavam por altas montanhas, serras verdejantes e planícies com muitas nascentes de agua cristalinas, muitas vezes por pântanos até a casa de força. Mais tarde o município passou a ser atendido pela Cemig.


     A vila de Santa Rita antes era iluminada por tochas de betume colocados em postezinhos de trecho em trechos, por homens pagos pela prefeitura Municipal. As Lâmpadas ficavam acessas até 22 horas, caindo a cidade numa escuridão como breu. Por isto, nas noites sem lua a população se recolhia para descansar para a luta dura do dia seguinte. Naquele tempo, a parte importante da cidade era a praça Getúlio Vargas, hoje praça Santa Rita e a rua da Ponte, hoje rua Silvestre Ferraz. 
     O senhor Tonico Moreira, homem trabalhador r empreendedor, entre outros benefícios que trouxe para Santa Rita do Sapucaí, além da energia elétrica, destacamos uma máquina de beneficiar café e arroz. E assim que se deu inicio ao seu progresso industrial, através da estamparia, instalada pelo Sr. José Palma Rennó (Renozinho), a primeira industria da cidade, uma sociedade anônima. Depois vieram a industria de torneamento, de curtume de couros, fábrica de telhas e manilhas, de macarrão e outras. O comércio foi se desenvolvendo e as industrias se instalando definitivamente em nossa cidade, e hoje está ai o Vale da Eletrõnica com suas dezenas de industrias, além do nosso  atualmente comércio.
     Tonico Moreira era um homem bom e trabalhador e de um coração nobre. Gostava de tudo que era certo e direito, amante da paz e da tranquilidade coletiva. Estimado pelos seus auxiliares, respeitado pela população. Santa Rita do Sapucaí muito deve a esse homem que foi precursor de nosso desenvolvimento Industrial e Comercial.

Flávio Lemos





Tonico Moreira e os políticos
                        Cyro Junior


    Entrevista concedida em 1916 ao Jornal "A Noite" do Rio de Janeiro por Antônio Moreira da Costa Jr.
     Participando de uma reunião da Câmara de Comércio do Rio, que protestava contra um aumento de impostos proposto pelo governo, assim pronunciou o  Tonico Moreira: 
     - "Vim mesmo ao Rio atraído pelo burburinho que se tem feito e que pronuncia uma nova era em que as classes produtoras e consumidoras não se deixam tão facilmente explorar pelos parasitários. Nós precisamos de um governo-ditadura, que feche esse Congresso, que por si só já é uma tributação ao povo, e de um homem forte e resoluto que faça obra de verdeira administração. Só assim não assistiremos ao degradante espetáculo dessa campanha que se move contra o vice-presidente da República e que impressiona tão mal... Precisamos de um governo que olha para a situação da Central, fazendo ali uma devassa completa, suprimindo cinquenta por cento do pessoal, precisamos ainda de um estado de sítio para coonestar o fuzilamento de todos esses ladrões conhecidos e apontados pelo povo".
     - E sobre a política de Minas?
     - Não me fale em política. Não preciso de política, nem de políticos. Só quero saber do meu arado e de minha lavoura. A política só produz isso que se vê por toda a parte; a ruína, a miséria e a falta de vergonha"
     E não precisa de políticos mesmo o nosso bom Tonico Moreira. Ao sentir a necessidade inexorável do progresso para Santa Rita do Sapucaí, não hesitou em reunir pessoas influentes da cidade em uma sociedade para dotar o município e região de energia elétrica. Para adquirir os equipamentos necessários planejou uma viagem á Europa, mais precisamente a Alemanha. Foi então ao Banco da Lavoura, preparar-se financeiramente.
     Era caixa do banco sua sobrinha, Dona Conceição Andrade, que o interpelou: - Mas, Tio Tonico, o senhor não fala uma palavra em alemão. Como é que se vai fazer entender na Alemanha?
     Consciente de sua força Tonico Moreira batendo com a mão no bolso onde estava o dinheiro: 
     - "Conceição, este aqui fala todas as línguas"
     E lá foi, e lá adquiriu os equipamentos e tudo o que precisava para a companhia, sem nada se expressar em outras línguas.
   
História enviada pelo amigo Victor Hugo Morais Moreira retirado do jornal " O Vale da Eletrônica "

É me parece que passados quase 110 anos, as coisas não mudaram muito !!!

Clique abaixo e leia mais histórias dos PERSONAGENS ANTIGOS

FRED CUNHA NEWS

Um comentário:

  1. Muito interessante!
    Amei está história.
    Na minha ignorância, o progresso de Sta Rita havia começado c sinha Moreira. Agora, vou pesquisar mais!

    ResponderExcluir